Série: Locais | #1 Serra do Caparaó

Série: Locais | #1 Serra do Caparaó

Fala, Galera. Beleza?
Se você segue o perfil da NOMAD no Instagram já deve ter recebido alguns spoilers sobre nossos próximos lançamentos de inverno. O mais quente deles será uma linha própria de cafés especiais com a galera da Noete Café Club.

Imaginamos que se você está lendo esse conteúdo provavelmente nós temos duas paixões em comum; bike e café. Certo? Se sim, então não vamos deixá-los desavisados correndo o risco de não garantirem nosso primeiro lote de café especial com tiragem limitada que lançaremos nos próximos dias.

Corra aqui depois de ler este conteúdo e cadastre-se para ficar por dentro do que vem aí: 👉 Quero me cadastrar ☕️


À partir da data de publicação deste conteúdo daremos início a uma série de 4 blog posts que chamaremos de LOCAIS. Publicaremos um post por semana unindo ainda mais nossas duas paixões. Vamos mostrar quatro diferentes regiões no Brasil conhecidas por seus incríveis picos de ciclismo de estrada e/ou mountain bike e também pelo forte potencial no turismo outdoor de aventura. São regiões cafeeiras com suas próprias particularidades e características advindas de culturas e povos que com suas mãos extraem diariamente a riqueza do solo e nos transmitem conforto até nossa xícara de café, a quilômetros de distância.

Selecionamos cuidadosamente este local como responsável por estrear nossa nova série. Meio mineira. Meio Capixaba. Para os locais isso não importa, são um só. Estamos falando da belíssima e única:

Serra do Caparaó

Serra do Caparaó é uma região serrana do Brasil, localizada na divisa sudoeste do estado do Espírito Santo com o estado de Minas Gerais. O Parque Nacional do Caparaó está como um dos destinos mais procurados pelos adeptos do montanhismo no Brasil. Abriga o terceiro ponto mais alto do País, o Pico da Bandeira, com 2.892 metros de altitude, além de outros cinco picos com altitude acima dos 2 mil metros. Todo o cenário é recheado com trechos da Mata Atlântica e Campos de Altitude, rios e cachoeiras.

Pico da Bandeira, na Serra do Caparaó. Foto
CC BY-SA 3.0
Frtelles
Pico da Bandeira já foi o ponto mais alto do Brasil. Hoje ocupa a terceira posição, na Serra do Caparaó. Foto CC BY-SA 3.0Frtelles

Em regiões montanhosas de grande variação altimétrica como o cenário que encontramos na região do Caparaó é indispensável dizer que o mountain bike é praticamente obrigatório. Por isso listamos 3 rolês famosos da região, segundo o mountain biker local Fred do Sítio Santa Rita.

1) Trilha da Ernestina

Com aproximadamente 45km o percurso fica no lado Mineiro do Caparaó e apresenta um acumulo altimétrico de 861m, o que pode ser desafiador para uma quilometragem relativamente baixa.
Acesse o mapa aqui.

2) Alto das 3 Cruzes

Por enquanto ainda não aumentamos a quilometragem, mas compensamos na altimetria. Este rolê acumula aproximadamente 1.115m de elevação nos seus 40 quilômetros! Acesse o mapa aqui.

3) Entorno do Parque Nacional do Caparaó

Aqui o bicho vai pegar. Saltamos para aproximadamente 140km de percurso circular (começa e termina no mesmo ponto), sim você terá um longo dia no selim durante esse pedal no entorno do Parque Nacional enquanto avista o majestoso Pico da Bandeira como referência. O ganho de elevação fica acima dos dois mil metros acumulados.

Para este rolê nós recomendamos muita hidratação. Você pode levar nossa caramanhola e também a fita para kit reparo.

Explore o mapa do percurso no Strava.


☕️ O Café do Caparaó

O Caparaó está se tornando mundialmente famoso pelos cafés especiais da região devido a alguns fatores como a baixa temperatura, altitudes acima dos 1.400m e principalmente as mãos que transmitem para o solo todo conhecimento familiar herdado e evoluído dos produtores locais

Lembram do Fred Ayres que nos recomendou os rolês acima? Pois é, o cara também é um dos responsáveis por administrar A Cafeteria do Sítio Santa Rita, além Biker, Barista e Mestre de Torra. O Sítio fica localizado entre o distrito de Pedra Menina, em Dores do Rio Preto, e a cidade mineira de Espera Feliz, servindo como ótimo hub aos ciclistas que querem explorar a região à partir dali. O turismo local explora as rotas cafeeiras com tours específicos sobre a cadeia produtiva completa do café, do plantio ao preparo. Contam também com hospedagem, torrefação e outras atrações. Confira o site para maiores infos sobre o Sítio e também o Strava Club da Cafeteria.

Fred na A Cafeteria do Sítio
Fred Ayres em A Cafeteria no Sítio Santa Rita. Acervo pessoal

Conta Fred:

Assim que inauguramos a A Cafeteria em 2014, recebemos uma moça que chegou de bike e falou: “Olá, sou de Espera Feliz e vim conhecer a cafeteria”. Servimos pra ela uma tapioca e um café, na ocasião sentamos com ela e compartilhamos do café. Na hora de pagar a conta, não cobramos o café, pois achamos o máximo recebê-la. Depois desse dia, não cobramos o café de nenhum ciclista que chega na cafeteria. Agradecemos a todos os ciclistas pelo sucesso que trouxeram A Cafeteria.

Já dizia o velho ditado de autor desconhecido… 💭

“Quem quer servir café não oferece, põe na mesa”

Esperamos que tenham curtido mais este conteúdo feito por quem pedala 🚵 Comente, compartilhe, critique e elogie.

Se you soon 🤘 visite a loja http://nomadsports.com.br/

1 comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *