O que você precisa saber antes de comprar sua primeira Mountain Bike

O que você precisa saber antes de comprar sua primeira Mountain Bike

O que você precisa saber para não se arrepender e investir bem seu sagrado dinheiro na compra da sua primeira mountain bike? A dúvida é frequente para quem se vê diante do desejo de entrar pra valer no mundo das mountain bikes. Decidir o modelo não é uma tarefa fácil. Por isso, para facilitar sua decisão, criamos três perguntas para você responder e fazer uma compra consciente.

RELACIONADO

Qual é a sua finalidade?

O primeiro passo é entender que uso você vai fazer da bike, suas pretensões e objetivos. Para facilitar, descrevemos os cinco tipos de bikes mais conhecidos, de acordo com as modalidades;

1. Trilha

Esta é provavelmente a categoria mais ampla do mountain bike, por ter características que vão da eficiência de pedalada – como no cross country – aos sistemas de amortecimentos mais sofisticados – como aquelas usadas para downhill. Em sua essência, toda mountain bike pelo menos deveria ser uma ‘trail bike’. Mas o mercado é tão segmentado que ainda assim dúvidas devem surgir. Primeiro, entenda o conceito de uma bike de trilha, que é destinada ao ciclista que busca uma pedalada na montanha, sem se preocupar com o rendimento na subida ou descida, peso ou componentes sofisticados. Ela é recomendada para começar no esporte, já que oferece posição confortável e componentes, como canote retrátil, que podem facilitar a vida dos iniciantes. Pode ser encontrada em inúmeras configurações que influenciam totalmente no custo final.

  • Material do quadro: Aço, alumínio, titânio, fibra de carbono.
  • Tamanho de rodas: 26″, 27,5″ e 29″.
  • Suspensão: Dianteira ou ‘full suspension’.

2. Cross country

Bikes de cross country (XC) são desenvolvidas para pedalar rápido, de preferência morro acima. São bicicletas de baixo peso e buscam o rendimento, seja nos treinos ou competições. As bikes para XC são predominantemente com tamanho de rodas aro 29 polegadas nos últimos 10 anos. A geometria da bike de XC é agressiva por priorizar o rendimento. Pode ser ‘hardtail’ (traseira rígida), apenas com suspensão dianteira, ou ‘full suspension’ com curso de amortecimento de até 120 mm. Ela seria uma boa primeira bike? Só se você já tiver experiência com outras modalidades. O novato dificilmente vai conseguir extrair o potencial dela (além de desembolsar uma bolada na compra).

3. Enduro

Ela flerta com as bikes de trilha e de downhill. A diferença básica é que um modelo de enduro oferece rendimento para descer muito bem, mas consegue se defender morro acima, graças aos sistemas de amortecimentos sofisticados (leia-se: caros). O “endureiro” busca uma bike leve, de qualidade e com amortecimento de 150 a 170 mm de curso. Dá pra afirmar que é a evolução de uma bike de trilha, com capacidade de encarar as pistas de downhill mais difíceis do mundo. Basta lembrar que o piloto australiano Sam Hill, por exemplo, disputou um Campeonato Mundial de MTB Downhill com uma bike de enduro e terminou em sexto lugar.

4. Downhill

Ela é projetada, claro, para ser muito rápida ao descer montanhas. O quadro oferece sistema de amortecimento integral (full suspension) nas duas rodas, com até 200 mm de curso, freios a disco potentes e uma geometria relaxada para a bike não te jogar para frente quando você encarar uma descida muito íngreme. Este é um tipo de bike que dificilmente será sua primeira MTB, já que é esperado um nível técnico avançado de pilotagem para conseguir desfrutar do que a ela tem a oferecer.

5. E-MTB

Esta é uma nova categoria que já consolidou espaço no mercado e vem ganhando muitos adeptos, inclusive entre os iniciantes que buscam uma MTB de alta tecnologia e capacidade para engolir as trilhas e ainda contam com o impulso do motor elétrico para ir mais longe. As e-bikes para montanha estão disponíveis em plataformas em que o ciclista é obrigado a pedalar para receber a assistência do motor. Muitos eventos e competições já adotaram a categoria das elétricas que está só no começo. Uma e-mtb é uma boa primeira bike? Sim, ela dá um bom acesso ao ao esporte. Mas os os custos ainda são mais altos.

Qual é a intensidade?

Depois de entender os tipos de bike, você deve definir o propósito da sua bicicleta. Isto é: quantas vezes por semana pretende usá-la? Qual é sua expectativa de rendimento e suas ambições de uso?

  • Recreacional (finais de semana e feriados).
  • Esportivo (treinos e eventuais competições).
  • Profissional (alto rendimento).

Quanto devo investir?

Após responder as questões acima, você está mais preparado e prestes a investir seu dinheiro numa bike muito mais acertada para você. Por isso, o próximo passo é estipular uma faixa de preço de acordo com o equipamento desejado, pois os valores podem variar de uma marca para outra, mesmo entre bikes com componentes iguais ou similares. Pesquise na internet, mas dê preferência para fechar o negócio pessoalmente, com a chance de fazer um teste antes da compra. É importante saber que existem modelos de quadros específicos para cada gênero e biotipo. Os tamanhos são distintos, seja com desenho (geometria) para crianças, mulheres e homens. Pense na seguinte analogia na hora de comprar a primeira bike: uma bicicleta é como um sapato, precisa ser um modelo de acordo com a ocasião, estar no tamanho certo. E experimentar antes de comprar.

Resumindo: 8 dicas rápida para comprar uma bike

  1. Bicicleta é igual sapato, tem formato (geometria do quadro) específico para crianças, homens e mulheres.
  2. As bicicletas têm quadros com tamanhos apropriados de acordo com a altura de quem vai pedalar.
  3. As rodas têm tamanhos diferentes, procure entender as vantagens e desvantagens de cada modelo.
  4. Testar a bicicleta e ter suas próprias impressões é mais importante do que qualquer propaganda.
  5. Prefira bikes de qualidade, com garantia de procedência, porque geralmente o barato vai sai caro.
  6. Pesquise na internet e lojas físicas. Invista tempo buscando informações e compare componentes.
  7. Lojas especializadas são ótimas fontes de informações e oferecem produtos específicos para sua finalidade.
  8. Além da bicicleta, é fundamental comprar equipamentos de segurança, como capacete, óculos e luvas.
  9. (plus) Após a compra, passe na Loja NOMAD e complete os acessórios!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *