10 provas de endurance casca grossa!

10 provas de endurance casca grossa!

Achou sua última prova um pouco fácil? Reunimos as corridas de ciclismo mais longas e desafiadoras do planeta.

O ciclismo de ultra distância é uma tendência crescente entre os ciclistas, à medida que mais e mais amadores procuram imitar os profissionais indo mais longe e com mais afinco do que nunca. Junte-se ao crescente mercado Gravel e Bikepacking e as pessoas agora estão cruzando continentes contra o relógio com apenas suas bicicletas e alguns itens essenciais a reboque.

No entanto, nem todos os eventos são iguais, por isso selecionamos os mais difíceis do mundo de acordo com nossa pesquisa. Quer seja um percurso épico com mais de 300 km em torno do País de Gales ou uma batalha contra o terreno terrível no Quirguistão, você só deve se inscrever nessas corridas se tiver coragem. Muita coragem.

1. Cape Epic

Riders in early morning light at the Absa Cape Epic Mountain Bike stage race
@SvenMartin

A Cape Epic da África do Sul é a única corrida de etapa de MTB classificada como ‘hors categorie’ (além da categoria) pela UCI, e ao olhar para os oito dias de pilotagem, é fácil ver o porquê. A 16ª edição abrange +624 km de trilhas, singles e montanhas ao longo de oito dias, com as escaladas icônicas do Parque Nacional da Table Mountain incluídas em 16.650 m de ganho de elevação.
O percurso é feito por 650 pares de pilotos, com profissionais e aspirantes a amadores competindo lado a lado em terrenos tecnicamente desafiadores. A corrida está completa, mas isso não quer dizer que seja mais fácil do que qualquer uma das outras nesta lista.

Saiba mais no site oficial.

2. Mallorca 312

A cyclist on the road during the Mallorca 312 Gran Fonda event.
@Mallorca312

A ilha de Mallorca tornou-se uma meca para os ciclistas de estrada graças às suas condições favoráveis, asfalto macio e sedoso e subidas longas e desafiadoras. O Mallorca 312 permite que os participantes experimentem tudo o que há de bom no ciclismo na ilha em estradas fechadas, do nascer ao pôr do sol.
A edição de 2019 incluiu subidas do Coll de Femenia e do Coll Puig Major, ​​com a maior parte dos 5.050m de escalada completados até a metade do passeio de 312 km . E para aqueles que querem ter um gostinho das estradas de Mallorca, mas não conseguem aguentar a distância, há opções um pouco mais curtas de 225 km e 167 km em oferta também.

Saiba mais no site oficial.

3. Dirty Kanza XL

Nico Deportago-Cabrera racing at the Dirta Kanza in Emporia, KS on June 3, 2017.
@AndrewWhite

Os americanos são conhecidos por serem grandes e o Dirty Kanza XL não é exceção. A corrida somente para convidados é um moedor de gravels de 350 milhas (563 km) situado nas profundezas de Flint Hills, Kansas. Os participantes têm apenas 36 horas para terminar o passeio autossustentável, que inclui mais de 4.500m de altitude! Aqueles que não tiveram a sorte de receber um convite ainda podem enfrentar o ligeiramente mais curto, mas igualmente difícil, Dirty Kanza 200 – um loop de 321 km ao redor dos trilhos de cascalho empoeirados da pradaria do Kansas.

Saiba mais no site oficial.

4. Dragon Devil

A competitor takes part in the Dragon Devil in Wales.
@DragonRides

Essa one-day-ride no País de Gales intimida as demais prova no mesmo formato, colocando os participantes contra quase 320 km de ciclismo que incluem montanhas, fadiga e a natureza imprevisível dos elementos. Partindo de Port Talbot, na costa sul, a rota leva os passageiros até as pistas irregulares de Brecon Beacons antes de continuar para as montanhas do meio de Gales.
A “Escadaria do Diabo” com o nome sinistro é a escalada mais difícil do grupo, mas a Montanha Negra, o Cotovelo do Diabo e os Rhigos de 10 km de comprimento também não são os mais fáceis em uma rota que apresenta quase 5.000 m de escalada em sua altimetria acumulada. Existem também três distâncias mais curtas (e menos acidentadas) em oferta.

Saiba mais no site oficial.

5. Race Across America

A competitor takes part in the Race Across America.
@RaceAcrossAmerica

A Race Across America começou em 1982, quando quatro ciclistas (levemente loucos) decidiram correr do píer de Santa Monica em Los Angeles ao Empire State Building de Nova York, e se tornou um elemento fixo no calendário dos ultraciclistas. A rota agora vai do cais de Oceanside, LA, até City Dock em Annapolis, Maryland, cobrindo 4.800 km, 53.000 m de escalada (mais de 6x Everest) e 12 estados entre os oceanos Pacífico e Atlântico.
É possível participar de um contra-relógio parcial em equipes de até oito pessoas, mas também há um desafio solo para os puristas que tem um recorde incrivelmente rápido de sete dias, 15 horas e 56 minutos estabelecido por Christoph Strasser em 2014.

Saiba mais no site oficial.

6. Transcontinental Race

James Hayden rides during the 2018 Transcontinental race in Bjelašnica, Bosnia and Herzegovina.
@CamielleMacmillan

Agora em seu sétimo ano(2019), a Corrida Transcontinental coloca os participantes contra uma corrida auto suficiente pela Europa off road. Os pilotos recebem os locais de partida e chegada, bem como quatro pontos de verificação pelos quais devem passar ao longo do caminho, e o resto é com eles.
A distância é de aproximadamente 4.000 km – dependendo de quão bom você é na leitura de mapas – e a última edição verá os competidores navegando do Mar Negro na Bulgária até Brest na França, por passagens nas montanhas na Bulgária, Sérvia, Itália e França. As escaladas seriam difíceis o suficiente por si mesmas, sem a necessidade de carregar o equivalente a duas semanas de equipamentos também.

Saiba mais no site oficial.

7. Silk Road Mountain Race

View of the Silk Road Mountain Race from above.
@TomHardie

A Rota da Seda foi uma rota comercial importante por centenas de anos, conectando todo o continente asiático ao corredor do sul da Europa. Agora, os trilhos de cascalho e as estradas da era soviética em seu segmento do Quirguistão estão esquecidos e em mau estado. Os organizadores da Silk Road Mountain Race viram o terreno e pensaram que seria um local perfeito para realizar uma corrida de bicicleta, com os concorrentes desafiados a pedalar sem apoio por mais de 1.600km em estradas onde o asfalto é uma escassez e o prêmio no final é simplesmente ter terminado.
A corrida começa em Bishkek e os pilotos têm até o final da after party do evento em Cholpon Ata apenas 14 dias depois para serem considerados finalistas. E se a corrida não for brutal o suficiente, há apenas 26.000 metros de escalada a fazer antes de chegar à linha de chegada.

Saiba mais no site oficial.

8. Haute Route Alps

A group of cyclists ride the Haute Route Alps race.
@HauteRoute

Sonhava em participar do Tour de France, mas se conteve por falta de apoio de uma equipe de grande orçamento, bike top de linha e, bem, sua habilidade? Não tem stress – a série Haute Route dá a você a oportunidade de viver a vida de um profissional, sem todas aquelas barreiras incômodas à entrada.
A edição Alpine (apresentada de forma memorável no documentário vencedor do Oscar Icarus) está agora em seu nono ano e apresenta 800 km de corrida em sete dias cheios de adrenalina. O pelotão também aborda a pequena questão de 20.000 m de escalada, e a rota dá a você a chance de imitar Geraint Thomas com um acabamento no topo do icônico Alpe d’Huez.

Em 2021 teremos uma edição no Brasil no estado de Santa Catarina.

Saiba mais no site oficial.

9. Taiwan KOM

Two cyclists seen taking on a climb in the Taiwan King of the Mountains event.
@TaiwanKOM

Seja o prazer sádico do ácido láctico queimando nas pernas ou apenas o conhecimento de que farão uma jornada rápida no caminho para baixo, alguns ciclistas de estrada realmente gostam do desafio de subir. O Taiwan KOM é facilmente uma das mais difíceis (e mais longas) subidas de colina para entrar, levando os participantes desde o nível do mar até uma altitude de 3.275 m em 105 km de subidas árduas.
Uma seção de 5 km de descida a cerca de três quartos do caminho fornece um pouco de descanso, mas a seção mais difícil é reservada para os 10 km finais, onde os gradientes atingem o pico em 27,3 por cento que induzem sangramento nasal. Ai!

Saiba mais no site oficial.

10. Red Bull Timelaps

Competitors race at Red Bull Timelaps during the night in Windsor.
@ContentPool

O evento de ciclismo de estrada de um dia mais longo do mundo, oferece aos pilotos 25 horas de ação de corrida crítica. O evento acontece no fim de semana no Reino Unido quando os relógios retrocedem, marcando o fim do horário de verão britânico, daí a hora extra de corrida, e coloca equipes de quatro pessoas umas contra as outras para ver quem consegue fazer mais voltas de um 6.2 curso de km.
A corrida segue um formato de revezamento, com apenas um piloto no percurso a qualquer momento, enquanto uma rota mais curta é usada durante a “Hora de potência” extra às 2h da manhã com voltas contando como o dobro. O evento é uma batalha de resistência dentro e fora da bike, e conseguir o descanso certo e a recuperação é a chave entre as temporadas na estrada. Leve uma equipe boa de contas!

Por hoje é só! Esperamos que tenha curtido mais um conteúdo feito por quem pedala 🚴‍♀️ 🤘

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *